ALÉM DO DECLARADO – “Sairei do PT em março, aproveitando a janela, mas ficarei no mesmo bloco liderado hoje por Belivaldo”, Francisco Gualberto, dep. estadual (Blog Primeira Mão, 10/01/22)

O anúncio, agora oficial, mas já dado como certo há muito tempo, de que o parlamentar petista deixará a agremiação e migrará para o PSD, “do governador Belivaldo (Chagas)” não chega a ser novidade, mas levanta algumas questões. Estaria Gualberto, que já foi PT, PSTU, voltou ao PT e agora vai ao PSD, errado? De jeito maneira, uma vez que não apenas ele, mas o também deputado petista, Iran Barbosa, está muito provavelmente dando adeus à sigla rumo ao PSOL. No caso de ambos, embora nenhum deles fale abertamente, o desconforto é, sim, por conta da onipresença e onipotência do senador Rogério Carvalho em todas as decisões e passos petistas. Estaria, então, Rogério, ao assumir essa postura de mando absoluto, errado? De maneira alguma! Para quem tem as pretensões políticas que Rogério tem, nada mais justo do que ter um partido para chamar de seu. Então, não há culpados nessa história toda? Pera lá: há sim e responde pela sigla PT. Se os petistas apostam todas as cartas em Rogério, a ponto de filiados históricos estarem de saída e a direção oficial do partido dar de ombros, agora só restará a opção do projeto de Rogério, que encampou nele o próprio PT, dar certo. Caso contrário, o PT, que já não anda muito bem das pernas em Sergipe, se esfacelará de vez após outubro de 22. Vai vendo!

Deixe um Comentário