ALÉM DO DECLARADO – “Sou grata ao governador por esses espaços. Ficarei na gestão dele, não vou me envolver em campanha”, Conceição Vieira, pres. da Funcap (FAN FM – 03/03/22)

Em 2020, no segundo turno das eleições em Aracaju, o PT inaugurou um novo estilo de apoio: o voto crítico, que significou que o partido, derrotado no primeiro turno, apoiaria o prefeito, que veio a ser reeleito, Edvaldo Nogueira (PDT) em detrimento da candidatura de Delegada Danielle (Cidadania). E eis que, neste ano, com a pré-campanha do senador petista Rogério Carvalho a plenos vapores, uma cabeça coroada do petismo sergipano resolve criar um novo tipo de voto. Trata-se da ex-deputada Conceição Vieira, presidente da Fundação de Cultura Aperipê, que, de saída espontânea do PT, disse que segue no governo, segue petista, mas que não participará da campanha. Ou seja: dará o voto asséptico, limpinho, não colocará a mão na massa e pronto. Resta saber se aquele que for escolhido como pré ao governo pela base aliada vai ficar feliz e contente com esse tipo de postura de Conceição, né não?

Deixe um Comentário