Alessandro Vieira e a famosa saída honrosa pra próxima eleição

Mesmo não sendo uma garantia absoluta, é fato que o senador Alessandro Vieira (Cidadania), após o estrondoso sucesso eleitoral em 2018, não está assim tão bem junto a opinião pública sergipana. É atacado, por um lado, pelo eleitorado bolsonarista, que o chama de “traidor” – o que não deixa de ser injusto, visto que ele, quando se elegeu, votou foi em Marina Silva (Rede) para presidente, escolhendo o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) apenas no 2º turno –, assim como não encontra guarida entre os eleitores lulistas. Esse cenário dificulta sua participação nas eleições estaduais. E uma derrota fragorosa para governo, em 22, acabaria respingando fortemente em 26, quando se encerra encerra seu atual mandato. Pois é, diante disso, começa a boataria de que Alessandro poderia ser candidato a presidente no ano que vem. Ou pelo menos compor chapa, como vice, do ex-ministro da Justiça, o ex-juiz Sérgio Moro (sem partido). Seja como for, se trataria de uma saída honrosa que permitiria a Alessandro seguir no jogo da política sergipana. Sim, pois em caso de derrota num pleito nacional, sua imagem eleitoral não ficaria manchada em Sergipe, visto que participar de uma eleição presidencial, por si, independente do resultado, não deixa de ser um upgrade político extremamente considerável, né não?

1 Comentário

  • ANTONIO CESAR ALVES DOS SANTOS

    14 de julho de 2021 - 15:31

    Este por mim não bganha mais nada.

Deixe um Comentário