Belivaldo Chagas pode ter dado um “nó” no movimento Polícia Unida com aumento de 5% para a categoria. Duvida? Leia e entenda!

Antes de qualquer coisa: AndersonsBlog é a favor da valorização salarial de toda e qualquer categoria profissional. E, claro, os bravos servidores da Segurança Pública estão nesse rol, até mesmo pelo extenuante trabalho que é garantir a segurança da população. Mas fatos são fatos e é difícil ir contra eles. Então, ao propor aumentos diferenciados para os servidores, com percentuais maiores para justamente os que ganham menos, o governador Belivaldo Chagas (PSD) deu uma espécie de xeque-mate no movimento Polícia Unida. É que os 5% propostos para os trabalhadores da segurança, apesar de estar aquém dos pelo menos 20% por eles pedidos, não deixa de ser um passo em direção a recomposição salarial necessária e justa. Acontece que a última grande campanha salarial dos policiais sergipanos ocorreu no governo de Marcelo Déda. Só que este estava em seu primeiro mandato, portanto suscetível a qualquer abalo de sua imagem junto à opinião pública. Já Belivaldo, no último ano de seu mandato, sem direito a reeleição e sem confessadas pretensões eleitorais vindouras, pode acabar endurecendo ainda mais o jogo e, em última instância, deixar claro que fez o que estava ao seu alcance e que o movimento Polícia Unida agora se reporte ao próximo governo. Isso pode afetar os humores dos policiais e da população em relação ao candidato que Belivaldo Chagas vier a apoiar para a sua sucessão? Claro que sim! Mas aí ele, o escolhido, que lute e convença as forças de segurança sergipanas que, da parte dele, a valorização salarial seguirá em um seu eventual governo. Enquanto isso, Belivaldo pode seguir garantindo: “fiz o que pude”. Né isso?

Deixe um Comentário