Datalô/Alô News: líderes na rejeição, Rogério Carvalho e Fábio Mitidieri podem iniciar fogo-cruzado em busca de vaga no 2º turno

Em mais uma análise sobre a pesquisa Datalô/Alô News – realizada nos 75 municípios sergipanos, com 1610 entrevistados, entre os dias 3 e 7 de maio de 2022. Está registrada no TSE sob o número SE-00685/2022 e teve como responsável a estatística Drielly Julianne Rodrigues Santos. A margem de erro é de 2,44% –, AndersonsBlog segue avaliando os números obtidos na consulta em relação a disputa pelo governo. E, desta feita, mira num dos números mais temidos por qualquer pré-candidato: a rejeição, quando o entrevistado indica qual ou quais nomes não contariam com seu voto sob nenhuma hipótese. Aos números da Datalô/Alô News para, em seguida, uma breve análise.

SE AS ELEIÇÕES FOSSEM HOJE EM QUAL DOS CANDIDATOS ABAIXO NÃO  VOTARIA DE JEITO NENHUM PARA GOVERNADOR? (INDUZIDA)

Rogério Carvalho – 12,54%

Fábio Mitidieri – 11,53%

Alessandro Vieira – 8,14%

João Fontes – 5,23%

Valmir de Francisquinho – 3,51%

Emmanuel Franco – 2,32%

Dr. Claudio Geriatra – 1,60%

Elinos Sabino – 0,71%

Não sabe/ nr – 38,38%

Rejeita todos – 14,74%

Votaria em qualquer um – 1,31%

Há um senso comum de que uma eleição se torna realmente muito difícil quando o índice de rejeição do postulante ultrapassa a casa dos 40%. Não é o caso na disputa pelo governo de Sergipe, segundo a Datalô/Alô News, de nenhum dos pré-candidatos. Mas não deixa de ser interessante observar que há, sim, um bloco que lidera a rejeição: Alessandro Vieira, com 8,14%, Fábio Mitidieri, com 11, 53%, e Rogério Carvalho, com 12,54%, e eles devem iniciar movimentações em busca de fragilizar seus adversários, no intuito de ver aumentar a rejeição do outro e, com isso, conseguir amealhar alguma intenção de voto a mais. Lógico que nenhum comando de campanha admitirá isso, mas é inegável que, nessa fase da disputa, ainda a cerca de quatro meses e meio da eleição, importa muito crescer, mas também importa bastante evitar que o adversário mais próximo cresça. E a explicação é fácil: como ainda se tem tempo até a disputa em primeiro turno, o objetivo inicial é garantir a presença do pré-candidato no segundo turno. Com isso, vale, leitor e leitora, ficar de olho na movimentação de duas prés em especial: Rogério Carvalho e Fábio Mitidieri. Se na consulta sobre rejeição eles estão em primeiro e segundo, respectivamente, na intenção de voto, auferida pelo mesmo instituto, eles estão em segundo e terceiro, também respectivamente. E como o primeiro colocado, Valmir de Francisquinho, tem um baixíssimo índice de rejeição, Rogério e Fábio podem apontar suas “armas” um para o outro para, justamente, tentar crescer impedindo que o outro cresça, de forma a garantir presença num eventual segundo turno contra o atual líder. A conferir!

2 Comentários

  • REGES B SILVA SILVA

    13 de maio de 2022 - 21:46

    SO MENTE DEUS IMPEDIRÁ VALMIR NÃO SER O GOVERNADOR. ELE É O ESCOLHIDO PELO POVO. SE AS URNAS NÃO TIVEREM FRAUDES. BRASIL ACIMA DE TUDO E DEUS ACIMA DE TODOS.

  • REGES B SILVA SILVA

    13 de maio de 2022 - 21:50

    COM UMA REJEIÇÃO DE ROGÉRIO E DE FÁBIO MITIDIERE, MAS O TRAIDOR ALESSANDRO. O POVÃO JÁ ESCOLHEU VAMIR E BOLSONARO.

Deixe um Comentário