Doria em Sergipe: a desnecessidade vira tônica e marca prévias no PSDB

De maneira alguma se intenciona criticar prévias partidárias. Muito pelo contrário, pois elas são fundamentais para o debate político se qualificar cada vez mais. Mas o PSDB, em seu processo interno para a escolha do futuro candidato a presidência, erra pesado nesse momento específico. Senão, vejamos: já dá para dizer que a pandemia acabou? Não! E o governador de São Paulo, João Doria, que visita Aracaju nesta sexta, 15, como candidato a pré-candidato, numa disputa interna violentíssima contra o governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite, teve que papel mesmo no combate a pandemia, além do bate-boca infrutífero com o Governo Federal? Alguns diriam: colocou o Butantã para produzir a Coronavac. Massa, palmas mesmo. Mas doou alguma dose para algum Estado brasileiro? Sabe, são coisas assim, tipo foco na própria trajetória política em detrimento das grandes questões nacionais que levam ao descrédito e a desesperança. Portanto, bem-vindo Doria, Sergipe é um Estado de gente muito boa e receptiva. Mas AndersonsBlog não vai recepciona-lo, pois não vê relevância política alguma numa disputa partidária interna que não coloca, logo de cara e muito assertivamente, os grandes temas nacionais como sendo mais importantes do que qualquer coisa e ponto. Próximo!

Deixe um Comentário