EEE – ECONOMIA – EMPREGO – EMPREENDEDORISMO – 75 anos do Senac: sede reformada, importância reforçada e Laércio Oliveira vivo na disputa

Talvez a observação mais emblemática sobre a entrega da reforma completa do prédio da Administração Regional do Senac Sergipe, que abrigará também a sede da Fecomércio/SE, ocorrida nesta segunda, 10, tenha sido feita pelo governador Belivaldo Chagas (PSD), durante seu discurso e depois replicada em suas redes sociais. “O Senac completa 75 anos de atuação na formação profissional dos trabalhadores do comércio, serviços e turismo sergipano e tenho certeza que, com estas novas instalações, com amplas salas, cozinhas-didáticas, ainda mais oportunidades de formação estarão disponíveis à população sergipana. Só nos últimos 10 anos em Sergipe, foram 250 mil matrículas efetuadas e 600 empresas beneficiadas”. Especialmente por conta desses números, tem como se impressionar ainda mais? AndersonsBlog esteve no evento, in loco, e confessa: tem como se impressionar muito mais, basta conhecer o novo prédio – as fotos, feitas por esse jornalista enquanto dublê de fotógrafo, ajudam a entender o expressado. Todo um cuidado, um esmero nos detalhes, seja nas obras de arte em cada andar, seja no mobiliário de escritório ou na alta tecnologia embarcada das cozinhas-didáticas, estando no novo Senac, olhe-se para onde olhar, tudo o que se vê é bom gosto e funcionalidade. Dessa forma, como o próprio Laércio Oliveira, deputado federal que comanda o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac em Sergipe, diz “o que foi colocado na sala das diretorias eu exigi que fosse colocado em todos os ambientes. Nossos profissionais merecem. E a população também!”. Bem, com R$ 3,5 milhões investidos, o resultado realmente ficou a contento. E pela grande concorrência de público na noite inaugural, AndersonsBlog não perdeu a oportunidade de questionar Laércio em dois pontos: a presença do governador em todos os eventos do Sistema seria um bom sinal político-eleitoral?, e, tanto capricho nessa reforma poderia ser um indicativo da forma como, escolhido pré-candidato do grupo governista primeiro, e caso eleito governador, comandaria o Estado? Quanto a primeira pergunta, apenas um sorriso largo, nenhuma palavra. Quando a segunda pergunta, resposta direta. “Trabalhei muito nos últimos anos para que Sergipe se tornasse a nova fronteira de petróleo e gás. E conseguimos! Caso seja escolhido e, depois eleito, sei que, daqui pra frente, teremos recursos garantidos para “rasgar” esse estado de um lado a outro com muitas e muitas obras. Algo como João Alves fez lá atrás (anos 1980 e 1990). Estou pronto e confiante no trabalho”. Ao se analisar a série de obras que o Sistema Fecomércio/Sesc/Senac tem feito sob o comando de Laércio, não dá para duvidar dele, não, viu?

Deixe um Comentário