Eleições 2022: confira aprovação e rejeição de cada um dos pré-candidatos ao governo de Sergipe segundo o Paraná Pesquisas

Comecemos pelo nosso “dever de casa”: as informações técnicas, conforme obrigação legal. A pesquisa a ser analisada a seguir foi feita pelo instituto Paraná Pesquisas, que entrevistou 1.540 eleitores sergipanos em 35 municípios, entre os dias 11 e 15 de março. O levantamento está registrado no Tribunal Superior Eleitoral sob Situação Eleitoral o n.º SE-05457/2022. E assim chegamos a mais um quesito pesquisado, que trata da rejeição ou da aprovação de cada um dos pré-candidatos ao governo estadual. Nesta modalidade, o instituto manteve de fora o nome do prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PDT) e estipulou as seguintes afirmações para aferir o grau de rejeição e de aprovação de cada um dos envolvidos, até este momento, na disputa: “Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe”; “Poderia votar nele para Governador de Sergipe”; “Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe”; “Não o conhece suficiente para poder opinar”; e “Não sabe/Não opinou”. Para facilitar a visualização e entendimento de sua parte, leitor e leitora, vamos dividir pelos resultados de cada pré-candidato e, a seguir, AndersonsBlog volta para comentar.

 

VALMIR DE FRANCISQUINHO (PL)

Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe: 12,8%

Poderia votar nele para Governador de Sergipe: 35,9%

Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe: 29,6%

Não o conhece suficiente para poder opinar: 19,3%

Não sabe/Não opinou: 2,4%

 

FÁBIO MITIDIERI (PSD)

Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe: 5,6 %

Poderia votar nele para Governador de Sergipe: 36,8%

Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe: 34,8%

Não o conhece suficiente para poder opinar: 19,9%

Não sabe/Não opinou: 2,9%

 

ROGÉRIO CARVALHO (PT)

Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe: 4,9 %

Poderia votar nele para Governador de Sergipe: 33,0%

Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe: 45,1%

Não o conhece suficiente para poder opinar: 14,2%

Não sabe/Não opinou: 2,9%

 

ALESSANDRO VIEIRA (sem partido*)

Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe: 4,2 %

Poderia votar nele para Governador de Sergipe: 28,9 %

Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe: 36,9%

Não o conhece suficiente para poder opinar: 26,9%

Não sabe/Não opinou: 3,1%

*quando a pesquisa foi realizada, o candidato ainda não havia anunciado sua filiação ao PSDB

 

Dessas cinco afirmações apresentadas aos entrevistados, AndersonsBlog dispensará a análise de duas (“Poderia votar nele para Governador de Sergipe” e “Não sabe/Não opinou”) por conta das duas terem números muito semelhantes entre todos os prés. Portanto, pela afirmação “Com certeza votaria nele para Governador do Estado de Sergipe”, começaremos nossa análise, visto que se trata de um quesito que indica a aprovação do eleitorado sobre cada nome apresentado. Primeiro que fica claro que Valmir de Francisquinho tem, neste momento, o maior percentual de votos definidos, com 12,8% das intenções. Mais que o dobro dos 5,6% de Fábio e quase o triplo dos 4,9% de Rogério e dos 4,2% de Alessandro.

A próxima afirmação a ser analisada, leitor e leitora, na avaliação de AndersonsBlog, é a mais importante dentre todas desse recorte da pesquisa: “Não votaria nele de jeito nenhum para Governador de Sergipe”. É que, em suma, a resposta a esse quesito é equivalente a rejeição a cada nome apresentado. Assim, Valmir tem a menor rejeição dentre todos, com 29,6%, seguido de Fábio Mitidieri, com 34,8%, Alessandro, com 36,9%, e Rogério, o mais rejeitado, portanto, com 45,1%. Segundo alguns dos mais renomados analistas políticos e de pesquisas eleitorais, até 33% de rejeição, ou seja, até um terço do eleitorado rejeitando este ou aquele nome, tudo dentro da normalidade. Acima disso, os sinais de alerta começam a acender. Portanto, somente Valmir está abaixo dessa linha de corte, sendo que a situação de Rogério é a mais complicada, pois quase a metade do eleitorado expressa não desejar votar nele de jeito nenhum.

E por fim temos uma afirmação que testa o nível de conhecimento do eleitorado sobre cada um dos prés através da afirmação “Não o conhece suficiente para poder opinar”. Nesse caso, Valmir (19,3%) e Fábio (19,9%) são conhecidos por cerca de 80% do eleitorado, já Rogério (14,2%) é o que apresenta o maior índice de conhecimento, um fruto provável de sua grande exposição na mídia, seja a tradicional, seja a da internet. E Alessandro, com 26,9%, configura-se como o pré a governador com mais espaço para se mostrar ao eleitorado, visto que seu trabalho é conhecido por menos de 75% dos eleitores sergipanos.

Bem, números são números. Para alguns, são chatos. Para outros, maravilhosos. Mas quando se trata de pesquisa eleitoral, fica a dica de AndersonsBlog: ao invés de brigar por conta deles, cada um que trabalhe. E ao invés de festejar por conta deles, cada um que trabalhe para mantê-los e melhorá-los. Simples assim! O próximo recorte que o site apresentará do instituto Paraná Pesquisa será a avaliação do governo Belivaldo Chagas (PSD).

Deixe um Comentário