Fábio Mitidieri, um evento realmente grandioso e os rescaldos que podem permanecer travando sua pré ao governo estadual

Convenhamos, leitor e leitora: o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) já tinha tido a sua pré ao governo devidamente lançada quando, numa produtora luxuosa de vídeos no bairro Coroa do Meio, ainda em abril, os líderes governistas, capitaneados pelo padrinho-mor dessa pré campanha, o governador Belivaldo Chagas (PSD), efetivamente o escolheram, ungidos por um poder que, supostamente, lhes permite definir os destinos do Estado dentro de seus refrigerados gabinetes.

Mas a coisa toda meio que desandou de lá para cá e, como as pesquisas eleitorais cansaram de mostrar, Fábio passou a frequentar com certa assiduidade um terceiro e incômodo lugar.

Portanto, nada mais justo do que o comando da pré-campanha de Fábio marcar um grande evento para, de novo e novamente, lançar a pré-candidatura em questão.

E assim foi feito, com pompa, circunstância e a mobilização efetiva de lideranças interioranas, prefeitos, vices e que tais que, por sua vez, mobilizaram apaniguados nas prefeituras Estado adentro e, por fim, lotaram pra valer o Iate Clube de Aracaju, um espaço nobre, centralizado, bem localizado, mas com uma lotação evidentemente limitada.

Aí os presentes se concentraram também a frente do Iate, na av. Beira Mar. Realmente foi um evento incontestável e mostrou a força de mobilização governista e blá, blá, blá. Mas, do ponto de vista de um jornalismo efetivamente crítico, analítico, o que precisa ser dito é o que não está aparente, por óbvio.

Assim, quando AndersonsBlog destacou que a coletiva de imprensa do pré ao governo Valmir de Francisquinho (PL) dava início ao processo pré-eleitoral, acabou acertando em cheio, pois o evento, voltado para a imprensa, repercutiu fatos, novidades, posicionamentos e por aí vai.

Já a repercussão pretendida pelo agrupamento governista em relação ao relançamento da pré de Fábio, de que o evento foi gigante, apesar de ser um fato, não repercute muito, pois não se trata de nada novo.

Mas existem as entrelinhas! E elas, de fato, falaram muito alto. Então, vamos a três delas. A primeira é que o presidente do PSD, Gilberto Kassab, ex-prefeito de São Paulo, não tem nenhuma obrigação de conhecer a política sergipana a fundo. Mas deveria, ao menos, conhecer bem o temperamento do senador Rogério Carvalho (PT), que é pré ao governo e não deve ter gostado nadica de nada de ver Kassab desprezar a ele e a sua pré em nome de um suposto apoio do PT a Fábio. Pra esse tipo de coisa, AndersonsBlog afirma sem pestanejar: vai ter troco por parte do pré ao governo petista!

Também foi impossível não notar a cara de paisagem de Jackson Barreto (MDB) durante a fala de quase que 100% dos que discursaram, incluindo aí o próprio Fábio e o próprio Belivaldo, que detonaram o governo passado, justamente de… Jackson! Quem conhece o ex-governador mais de perto sabe que, na impossibilidade de reagir nesse momento, visto que ele ainda tenta emplacar seu nome como pré ao Senado, a reação virá durante a campanha em si, quando todos estiverem devidamente registrados na Justiça Eleitoral. Vai vendo!

E, por fim, mas não menos importante, um fato fora do controle da pré-campanha de Fábio ocorreu horas depois do evento no Iate: uma operação deflagrada pela Deotap em Moita Bonita. Claro que AndersonsBlog não cometerá o devaneio de fazer uma ilação de que se trataria de uma ação política, longe disso! Mas há repercussão política, sim, e isso também é um fato. Já que a operação alcançou um ex-prefeito apoiador de… Valmir de Francisquinho, não há como as consequências não serem políticas, ora pois! Mas o pior de tudo: a operação policial acabou ofuscando o grande evento realizado horas antes por, aí sim, se tratar de um fato realmente novo. Simples assim! Complicado assim também! Sigamos!

Deixe um Comentário