Georgeo Passos e os destinos do Cidadania em Sergipe após a desfiliação de sua liderança de maior expressão

O deputado estadual Georgeo Passos, presidente do Cidadania em Sergipe, foi absolutamente sucinto quando questionado por AndersonsBlog sobre como fica a agremiação no Estado após a desfiliação da sua estrela maior, o senador Alessandro Vieira, no último final de semana. “Ficaremos no Cidadania. E estaremos apoiando Alessandro”. Olha, a decisão de Georgeo, que deve ser acompanhada pelos demais nomes de destaque do Cidadania, além dos recém-filiados de peso, não é tão fácil quanto parece. A verdade é que Alessandro deve, sim, assumir o comando do PSDB em Sergipe. Só isso, por si mesmo, já poderia provocar uma debandada do Cidadania, visto que o PSDB, ainda que tenha se acanhado muito nos últimos anos, segue um partido maior do que, justamente, o Cidadania, já que em 2018 elegeu 29 deputados federais contra apenas 8 do PPS, que mudou o nome para Cidadania posteriormente. E como o que conta, para efeito de tempo de propaganda partidária e para a distribuição de fundo partidário e eleitoral, é a eleição imediatamente anterior, não resta dúvida da diferença entre uma e outra agremiação. Mas, então, o que levaria o presidente Georgeo a manter uma posição tão firme e clara? Na avaliação de AndersonsBlog, uma palavra resume a postura: seriedade. E veja, leitor e leitora, além de garantir permanência no Cidadania, Georgeo também hipoteca apoio a Alessandro. Novamente uma palavra basta para resumir: fidelidade. Ou seja: mandou bem o Georgeo nesse episódio todo, né não?

1 Comentário

  • Aldemir Lima

    14 de março de 2022 - 09:36

    Postura de um político genuíno, mandou muito bem deputado.

Deixe um Comentário