RPM – REAL PAIXÃO AUTOMOTIVA – Quer investir na fabricação de motos voadoras?! Não, isso não é ficção! Basta ter grana e coragem!

A notícia, como um todo, nem é nova, uma vez que a Ali Technologies Inc. apresentou seu conceito de revolução para transporte humano em novembro do ano passado. E, de lá para cá, não tem quem não se impressione com os vídeos, disponíveis aos montes na internet, do produto da japonesa Ali que deve mudar todos os conceitos atuais em mobilidade, antecipando o futuro para o agora, como é o caso da moto Xturismo Limited que é, na verdade, uma moto voadora, daquelas de filmes de ficção, com especial destaque para veículos desse tipo que fazem a alegria dos fãs da saga Star Wars. Após a apresentação do modelo, a fabricante garantiu que trabalha fortemente em direção a regulamentação desse tipo inovador de transporte, se comprometendo a criar o chamado sistema COSMOS, uma espécie de via aérea para ajudar na operação dos veículos, inclusive para uma de suas utilizações mais estratégicas: o transporte de médicos e enfermeiros no caso de acidentes em vias muito congestionadas ou em tragédias naturais que resultam em dificuldade de acesso ao local – já imaginou nossas conhecidas motolâncias podendo voar? Quanto tempo economizado até a chegada no local da emergência e quantas vidas poderiam ser salvas pela antecipação no atendimento? Massa demais, né? Agora, como todo produto realmente inovador, as voadoras Xturismo Limited têm suas limitações, como apenas 40 minutos de autonomia, velocidade máxima de 80 km/h, voos a baixa altitude e, lógico, um preço ainda proibitivo, com cada unidade saindo US$ 777 mil, algo em torno de R$ 3,6 milhões na atual cotação do dólar.

Capital aberto

Então: é aqui que aparece a cereja do bolo nessa história toda. É que a Ali Technologies anunciou a abertura de seu capital. E começou bem demais, afinal uma startup com ideia tão arrojada contar, logo de cara, com o norte-americano Merrill Lynch como seu principal investidor não é brincadeira mesmo, né não?

Lucros óbvios

Mas antes que você, leitor e leitora, com o devido conhecimento no mercado de ações, se empolgue e vá direto à Bolsa de Tóquio para garantir uma parcela de ações da Ali e de seus possíveis lucros futuros, um adendo: mesmo que a abertura de capital recente faça da Ali a única empresa listada em bolsa no Japão especializada em mobilidade aérea de última geração, várias outras já estão negociando nas bolsas de Nova York. Isso inclui Joby, Archer Aviation Inc., Lilium NV e Vertical Aerospace Ltd, informa o site Uol Carros.

Está só começando

E ainda segundo o site Uol Carros, na sua coluna Lançamentos e Mercado, o momento seria de um mix de cautela com atenção a todos os movimentos pois, segundo o site, “especialistas dizem que os próximos 18 meses serão cruciais para esta indústria, já que os fabricantes estão realizando voos de teste importantes para os planos futuros do mercado”.

Vale a aposta!

Pelo sim, pelo não, a coluna RPM aproveita para reproduzir logo abaixo um monte de imagens da Xturismo Limited colhidas pela internet afora. E vaticina: se tivesse expertise em mercado de capitais, não vacilaria em investir nesse segmento. Afinal de contas, se o futuro já chegou, com certeza as motos voadoras se tornarão icônicas desse momento da mobilidade e, por tabela, da própria humanidade, né não?

1 Comentário

  • Ribeiro Filho

    14 de abril de 2022 - 14:50

    Quando li nossa matéria sobre as aeromotos, ajudarem no resgate e atendimento a vítimas de acidentes. Lembrei das dezenas de motos tuc tuc, que Almeida Lima comprou para a Sevretaria de Saúde. Nunca mais vô nenhuma delas, estacionadas no pátio da Secretaria, o que será que aconteceu com elas…

Deixe um Comentário