Segue a saga: IPVA 22 e aumentos acima de 25% confirmados, de próprio punho, por renomado profissional da área

Amigo de AndersonsBlog há muito tempo, Zé Bruguelo – e nem adianta questionar o nome de batismo, viu? – é proprietário também há muito tempo da Brugs Emplacadora, renomada empresa do segmento. E como leitor desse blog, Zé se motivou a calcular rapidamente, baseado em exemplos caseiros, o comportamento do IPVA entre 21 e 22. A imagem acima contém os resultados das contas simples, objetivas e certeiras de quem ganha a vida trabalhando exatamente com isso, e foram escritos à mão pelo próprio Zé Bruguelo – o que, cá pra nós, AndersonsBlog achou legal demais e por isso fez questão de reproduzir, afinal, a palavra dita tem força, mas a palavra escrita, e ainda por cima escrita à mão, aí é quase uma sentença pétrea, especialmente pros saudosistas, como é o caso aqui da casa, né isso? Vale reproduzir o calculado por Zé nos seus três exemplos. 1) VW Polo/2017: IPVA 21, R$ 1102,80; IPVA 22, R$ 1352,73; aumento de 22,66%. 2) Ford Ka SE/2020: IPVA 21, R$ 1096,50; IPVA 22, R$ 1348,97; aumento de 23,02%. 3) Ford Ranger XLS/2020: IPVA 21, R$ 3278,23; IPVA 22, R$ 4200,20; aumento de 28,12%. Contra números, não há argumentos. E contra um cálculo qualificado, feito por quem é do ramo e entende muito do assunto, também não há o que se contestar. Resta aos proprietários de veículos automotores arcar com a despesa. Mas, de resto, será que, com tantos números comprobatórios de que, sim, o IPVA 22 e seu cálculo baseado na tabela FIPE, gerou aumentos acima de 25%, não estaria na hora do governador Belivaldo Chagas (PSD) acionar a Procuradoria Geral do Estado (PGE) e fazê-la desistir da notícia crime ofertada ao Ministério Público de Sergipe (MP/SE) contra o deputado Georgeo Passos (Cidadania), a delegada Danielle Garcia (Pode) e o Coronel Rocha (PL)? O aumento, alertado por esses três em novembro passado, de fato ocorreu e, em certos casos, já tornados públicos, em percentuais até maiores do que eles publicaram em suas respectivas redes sociais à época, o que teria motivado a ação da PGE junto ao MP/SE. Assim, a manutenção da intenção de processa-los acaba dando toda a pinta de que se trata de picuinha política, nada mais que isso. E aí, Belivaldo?

Deixe um Comentário