Sheyla Galba cobra da Saúde: quem veio primeiro, o ovo ou a galinha?

Imagina a seguinte situação: você, leitor e leitora, só terá direito a um exame específico se for constatado que você está doente. Mas esse exame específico é, justamente, o que diagnostica se a doença existe! Contraditório, né? Pois foi por isso que a vereadora Sheyla Galba (Cidadania) propôs e viu aprovado requerimento em que solicita à secretária Municipal de Saúde, Waneska Barboza, explicações e cópia da portaria da Comissão Nacional de Incorporação de Tecnologias no SUS (Conitec) na qual a secretaria se baseia para negar o exame de cintilografia de ossos com ou sem fluxo sanguíneo para pacientes com neoplasia maligna. A fala de Sheyla esclarece tudo. “A cintilografia é um exame muito importante para que as pessoas saibam se estão com metástase. Porém, de acordo com a secretaria, existe essa Portaria da Conitec informando que a cintilografia só deve ser feita para pacientes que já estão com metástase. Como é que a pessoa só vai realizar a cintilografia se estiver com metástase se esse exame é justamente para que se detecte a metástase?”, questiona. Waneska Barboza, especialmente nesse momento tão difícil que a saúde mundial atravessa por conta da pandemia, tem demonstrado uma condução técnica muito qualificada a frente da saúde aracajuana. Por isso mesmo que AndersonsBlog, assim como os vereadores aracajuanos, Sheyla Galba à frente, aguardam as explicações. Porque, de fato, é estranho se negar um exame a quem não tem uma doença diagnosticada se é esse mesmo exame o responsável pelo diagnóstico, né isso? Aguardemos…

Deixe um Comentário