ALÉM DO DECLARADO – “Eu fui vice de Jackson, fui chefe da Casa Civil, e sabia como ele governava e sabia da forma de governar dele. Se me perguntar se eu sabia de tudo? Não, eu sabia de quase tudo. Mas sei me respeitar e conheço o meu lugar”, Belivaldo Chagas, governador (SIM FM – 29/07/22)

Seria risível se não fosse “chorável”! Sim, porque essa declaração de Belivaldo no intuito de atacar Jackson Barreto por conta do tal Estado “quebrado” é uma tragédia sob quaisquer ângulos.

Vamos lá: quer dizer que JB virou vilão depois que deixou o agrupamento governista? E quando “sabia a forma de governar dele”, Belivaldo não o alertava, mesmo sendo seu chefe da Casa Civil? Prevaricava, então, por ver as coisas dando errado e nada fazendo, Belivaldo?

Mas o que é ruim, pode piorar. Ainda que, na Casa Civil, cargo nomeado, Belivaldo devesse a “cabeça” a Jackson, e por isso nada fizesse por “conhecer o seu lugar”, é preciso lembrar que ele foi eleito vice de JB. Nesse caso, sua inércia diante dos possíveis erros administrativos de Jackson, que “quebraram” o Estado, significou uma traição aos eleitores e eleitoras que confiaram a ele a posição de vice na chapa do mesmo JB, né não?

Mas, pra piorar ainda mais, Belivaldo quer dar uma de João Sem Braço, mas Sergipe sabe que ele foi vice e depois secretário de Educação do saudoso Deda; depois foi vice e chefe da Casa Civil de Jackson e, finalmente, é o atual governador.

Então quer dizer que ele tá no topo da cadeia alimentar do poder em Sergipe desde 06 e agora, somente agora é que, por conta de uma briguinha paroquial em seu grupo – que, na verdade, com a ida de Jackson pra Rogério Carvalho, os “tentáculos” governistas apenas aumentaram a presença na já chamada de “chapa 2” – é que ele vai começar a “falar umas verdades”?

Complicado, Belivaldo, complicado demais explicar isso pros sergipanos e pras sergipanas…

Deixe um Comentário