Maria do Carmo e uma licença mais do que merecida

A senadora Maria do Carmo (DEM) se elegeu para o cargo, pela primeira vez, em 1998. De lá para cá, pouquíssimas foram as vezes em que ela se licenciou. Na última gestão do saudoso João Alves, esteve de licença do Senado, mas trabalhava como secretária de Inclusão Social. Também ficou afastada um período para tratamento de saúde. No mais, o que Maria tem feito nesses 23 anos foi trabalhar na Casa mais alta do Parlamento brasileiro. Quanto ao trabalho dela, a pessoa pode concordar ou discordar, está no direito de cada um. Mas não custa nada lembrar que ela perdeu o esposo e companheiro de toda uma vida pessoal e de trabalho no final do ano passado, justamente seu esposo, o ex-governador João Alves – com quem ela está, lado a lado, na foto acima. Para AndersonsBlog soava até estranho que Maria não já tivesse tomado a decisão pela licença. E nem tem essa história de dizer que o estado de saúde de João já preparava a todos para sua partida. Não há preparo para isso nunca! E sempre há a esperança. Mesmo demonstrando toda fortaleza, estava mesmo na hora de Maria cuidar de si e dos seus. E, na impossibilidade autodeclarada do primeiro suplente, Ricardo Franco, em assumir, o segundo, Virgínio de Carvalho Neto, até por conhecimento de causa, seguramente fará boa figura em Brasília. À Maria do Carmo, o desejo de que ela aproveite bem essa licença para se cuidar e estar ao lado da família. Afinal, a figura pública que Maria representa já fez muito pelo Estado. E estando bem, com baterias recarregadas, seguramente ainda terá muito a fazer em seu retorno.

Deixe um Comentário