3 Es – ECONOMIA – EMPREGO – EMPREENDEDORISMO – Zema deu um passo em Minas. Que tal seguir o exemplo, Belivaldo?

O governador de Minas Gerais, Romeu Zema (Novo), anunciou nesta segunda, 25, o congelamento do ICMS do diesel em seu Estado. Sem definir data de validade e nem informar o impacto na arrecadação da medida, o governador mineiro destacou que a intenção é contribuir para que consumidor final do produto ganhe algum alívio diante da escalada de preços dos combustíveis. No anúncio, feito na CNN Brasil, Zema disse, textualmente: “a partir de hoje estaremos congelando o ICMS do óleo diesel. Mesmo que ele venha aumentar, nós não reajustaremos o valor que é cobrado. Ou seja, o percentual começa a cair a cada aumento que o óleo diesel tiver. Dessa maneira, espero que o estado esteja contribuindo para amenizar, mas o problema é muito maior”. Dois pontos: 1) Zema sabe que não resolverá o problema, mas faz a parte que lhe cabe; e 2) por se tratar do diesel, que é o combustível mais utilizado no transporte de cargas e de passageiros pelas estradas, qualquer ajuda é, sim, bem-vinda. E aí chegamos a Sergipe: a imensa maioria dos caminhões que transitam pelo Estado estão ou saindo daqui ou de passagem por aqui, por isso mesmo que as BRs 101 e 235 são as que mais recebem veículos de carga de grande porte. Diante da baixa quilometragem que ambos os trechos apresentam, lógico que tem caminhão, em especial os de passagem, que nem abastece em Sergipe, correto? Aí é que vem a sugestão: se congelasse, ou melhor, se até mesmo baixasse o ICMS sobre o diesel em Sergipe para os menores índices em todo o País, o governo de Belivaldo poderia compensar a óbvia queda na arrecadação, pela diminuição de alíquota, com um aumento no consumo – já pensou os caminhoneiros em circulação pelo Nordeste fazendo os cálculos para abastecer em Sergipe num cenário hipotético em que tivéssemos “o diesel mais barato do Brasil”? E olha que outros Estados, a exemplo da Bahia, não ousariam imitar a ação governamental por se tratare , justamente, de Estados maiores , territorialmente falando. Lógico que Belivaldo tem uma equipe competente à beça nessa área, comandada por Marco Antônio Queiros na Fazenda estadual. Mas não custa nada dar a sugestão, é isso? E é isso que AndersonsBlog tá fazendo.

Em tempo…

Como tem um bocado de “quebra-faca” para detonar tudo o que, na opinião deles, possa atrapalhar o “chefe de plantão”, politizando a zorra toda, antes que alguém venha com a estorinha de que o governador mineiro é do Novo, representa os interesses do capital, do empresariado e outras balelas, vale lembrar que ele levou proposta semelhante a que está aplicando em Minas ao Conselho Nacional de Política Fazendária (Confaz), mas foi derrotado por não ter apoio da maioria dos Estados. E sabe qual Estado apresentou a ideia junto com Minas? O Maranhão, governado por Flávio Dino (PCdoB)…

Muito legal

A homenagem feita pelo Sesc ao empresário Raymundo Juliano, que nos deixou a cerca de um ano, ao batizar sua unidade da av. Otoniel Doria, em Aracaju, de Sesc Raymundo Juliano, além de instalar no local um memorial em homenagem ao estanciano que, ao longo da vida, se tornou um dos maiores empresários sergipanos, veio em boa hora: marca a celebração de uma vida dedicada a Sergipe e, também, coroa o ótimo momento que o Sesc vive no Estado, com muitas ações positivas ocorrendo quase que diariamente. O deputado federal Laércio Oliveira (PP) foi o anfitrião.

Profissionalização

Na manhã desta segunda-feira (25), no ginásio de esportes do Sesi, ocorreu a aula inaugural dos cursos ofertados pela prefeitura de Rosário do Catete, por meio da Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social, em parceria com o Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial (Senai), em Sergipe.

Profissionalização 2

São ofertadas 85 vagas gratuitas para cursos profissionalizantes de auxiliar de padeiro, auxiliar de confeiteiro, cortador e costurador de peças íntimas, informática básica, eletricista instalador predial básico e marcenaria moderna.

Profissionalização 3

Inicialmente, as inscrições foram disponibilizadas apenas para as pessoas inscritas no programa Bolsa Família. Em seguida, as vagas também foram ofertadas para a população em geral. Todas as aulas serão realizadas nas unidades móveis, a fim de evitar o deslocamento dos alunos para outros municípios.

Deixe um Comentário