ALÉM DO DECLARADO – “Agradeço ao deputado Fábio Mitidieri por acreditar na nossa gestão e por ajudar Boquim, terra em que ele nasceu, cresceu e, se Deus quiser, quem sabe, vai ter ele como primeiro governador”, Eraldo do Cabeça Dantas, pref. de Boquim (Jornal da FAM, 18/01/22)

Antes de mais nada, um adendo: o prefeito de Boquim, durante a referida entrevista, não fez propaganda antecipada e deliberada de uma possível pré a governador do deputado Fábio Mitidieri (PSD). Na verdade, ele fez aquele famoso comentário voluntarista, cheio de boa vontade. Mas – e há sempre um mas em termos de legislação eleitoral – é preciso se policiar nesses casos. Seja o entrevistado, seja o entrevistador e, principalmente, quem deseja concorrer – que tem o dever de instruir seus apoiadores sobre o risco que se corre em situações assim – todos devem evitar esse tipo de declaração. Sim, porque a utilização de uma concessão pública para alavancar este ou aquele nome pode se configurar em abuso do poder econômico que, por óbvio, desiquilibra o processo eleitoral. Simples assim! Arriscado assim! Pois só quem teve um mandato suj judice, como foi o caso do atual governador Belivaldo Chagas, também do PSD, sabe o quando se trata de uma situação incômoda. Sigamos!

Deixe um Comentário