ALÉM DO DECLARADO – “Sou um cidadão comum e comecei a minha vida vendendo batata na feira de Itabaiana aos 12 anos. Com 18 anos vim para Aracaju e não parei de gerar empregos nessa cidade”, João Tarantella, *1962 /+2022 (Na Política, 07/09/16)

 

AndersonsBlog, em especial durante passagem em um, anteriormente, muito importante semanário sergipano, entrevistou João Tarantella diversas vezes, especialmente após ele se alinhar ideologicamente à direita – o que não deixou de ser um fenômeno muito claro justamente a partir de 16/17. E João já estava lá desde o início desse movimento, viu? Para deixar bem claro que não se tratava de buscar benesses, ele sempre refutava aliar-se a quem quer que seja. “Aí é tudo atrás de um carguinho, não é minha praia. Eu trabalho pra não depender disso”, era sua frase à tiracolo. Na verdade, o João empresário diferia muito do João político. Na atividade profissional, era bem mais agressivo e flexível do que na política, pois não se cansava de buscar melhorias na sua Pizzaria Tarantella e, em tempos pré-pandêmicos, estava, sim, no top five da venda de pizza, presencial e delivery. Na política, teve momentos de maior projeção, mas sua postura inflexível acabou prejudicando sua trajetória, mas não sem antes permitir que seu nome deixasse marcas indeléveis nas lidas políticas cotidianas sergipanas – basta ver o quanto de políticos estão a expressar suas condolências nas redes sociais. Acabou que AndersonsBlog se tornou interlocutor contumaz de João. A ponto de poder discordar da sua frase lá em 16: “sou um cidadão comum”, João? Não, querido, não era não! Em 60 anos de vida, construir o que construíste, sempre de seu jeito e sob suas ideias? Não, João! E mesmo que o sucesso na política, grosso modo, seja medido pelas vitórias eleitorais, sua passagem nessa seara também não passou incólume. Não, João! Simples, tudo bem, mas comum, João? Definitivamente, não! DEP, João Tarantella!

Deixe um Comentário