Aracaju tomou providências rápidas para conter surto de Influenza e garantir atendimento à população

Como tem acontecido em todo o Brasil, a chegada do verão em Aracaju foi marcada pelo aumento diário de infectados pelos vírus causadores da Influenza. Esse surto fora de época vem acompanhado da preocupação com a variante H3N2, que é altamente contagiosa e provoca sintomas mais graves.

Para conter a propagação dos vírus e garantir a devida assistência médica aos pacientes com sintomas gripais, a Prefeitura de Aracaju, por intermédio de Secretaria Municipal da Saúde (SMS), agiu de forma rápida e pôs em prática as estratégias delineadas no Plano de Contingência para enfrentamento da Influenza, anunciado no dia 21 de dezembro.

Essa iniciativa foi tomada quando a capital sergipana apresentava apenas um caso diagnosticado de H3N2 e uma taxa de contágio de 0,47%, considerada uma condição de baixa transmissibilidade. “Agimos com rapidez, assim como fizemos com a pandemia da covid-19, para saber quais estratégias tomar, atuando para diminuir a curva de contágio, evitando o agravamento da situação, e garantindo o atendimento médico para os contaminados”, destaca Waneska Barboza, secretária da Saúde de Aracaju.

O Plano de Contingência foi fundamental para elaborar estratégias e ações. Assim, quando o número de contaminados aumentou e Aracaju ultrapassou a taxa de 2,7% de transmissibilidade, a SMS estendeu o atendimento nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) destinadas às síndromes gripais durante os finais de semana.

Somente no último fim de semana, nos dias 15 e 16, as urgências dos hospitais Fernando Franco e Nestor Piva, e as UBSs Cândida Alves (Santo Antônio) e Augusto Franco (Farolândia), atenderam 888 pacientes com sintomas gripais.

Filômetro

Outra iniciativa implantada pela Prefeitura de Aracaju durante o surto de Influenza foi o Filômetro, monitoramento online que informa a população sobre as condições de atendimentos relacionados às síndromes gripais nos hospitais municipais e nas UBSs.

Para acompanhar a movimentação em cada unidade de saúde, o aracajuano deve acessar o filometro.aracaju.se.gov.br, e saber se está sem fila, com pouca fila, moderada ou intensa. “Estamos com uma média de atendimento de cerca de 900 pessoas por dia somente com sintomas gripais, então o Filômetro é um recurso para que os aracajuanos possam avaliar onde podem ter atendimento mais rápido, diminuindo o tempo de espera”, reforça a secretária.

Waneska destaca que o surto de Influenza está acontecendo em um contexto de pandemia da covid-19, inclusive já foi registrado o primeiro caso de contaminação dupla em Aracaju. Por esse motivo, é necessário reforçar os cuidados básicos, evitando aglomeração e utilizando a máscara.

Os pacientes que apresentarem sintomas gripais leves devem procurar a UBS mais próxima. “Neste momento é fundamental não sobrecarregar a rede de urgência e emergência, garantindo o atendimento para os casos mais graves”, orienta a secretária da Saúde.

 

 

Deixe um Comentário