Bosco Costa sobre recursos das emendas para vacinas: “não tem rubrica”

Muita calma nessa hora! A afirmação do deputado federal Bosco Costa (PL), líder da bancada sergipana no Congresso, não se trata de uma negativa em relação a aplicação de emendas parlamentares para comprar imunizantes para Covid-19. Leia com atenção. “Sou líder de uma bancada de iguais. O que for decidido por todos é o que faremos. Mas se trata de uma questão técnica: não temos rubrica para as compra de vacinas”, disse Bosco a AndersonsBlog. E os questionamentos de nossa parte se deram por uma razão bem simples: após o deputado federal Fábio Mitidieri (PSD) e o senador Alessandro Vieira (Cidadania) se proporem a repassar R$ 9 milhões de suas emendas para que o governo estadual compre vacinas, veio um silêncio sepulcral do restante da bancada. Aí pensei: ora, o pessoal tá com má vontade ou o quê? Eis que uma luz veio através de uma fonte do site, que alertou para as possíveis dificuldades técnicas. “Quanto a emenda de bancada, faremos o que todos decidirem. Mas com LOA aprovada, ou o Governo Federal edita uma Medida Provisória para abrir essa rubrica, pois num Projeto de Lei levaria muito tempo, ou cada parlamentar coloca sua equipe para trabalhar e buscar uma forma legal de empenhar recursos para comprar vacinas”, explica Bosco Costa. Bem, agora tá entendido o porquê de uma ideia tão boa, ao menos até agora, não ter vingado!

Agiram certo

Bem, seria fácil criticar Mitidieri ou Alessandro, dizer que eles jogaram para a torcida ao propor o repasse de emendas para comprar vacinas. Mas isso seria injusto. Afinal, no Congresso Nacional, se faz e se modifica leis. Tá na hora de criar uma rubrica para a compra de vacinas. Simples assim!

Falando nisso…

Para o governador Belivaldo Chagas (PSD), quem está “jogando para a galera” é o deputado estadual Capitão Samuel (PSC). Em entrevista numa emissora de rádio, Belivaldo foi pra cima. “O deputado Samuel tem todo direito de criticar, afinal é o papel dele, mas ele sabe que não é bem assim e que a todo um protocolo, mas mesmo assim continua com as críticas”.

Detalhando

Para justificar sua afirmação, Belivaldo Chagas detalha a questão toda. “Não podemos tirar as doses de vacina que são destinada aos idosos para aplicar nos profissionais da segurança. Eles  tem todo o meu respeito, mas são ordens, são decisões do governo federal e aí não precisa ficar criando todo esse problema”.

Se ligue

Quem usa transporte público em Aracaju tem que se ligar nos horários de circulação dos ônibus. Segundo a SMTT, até 31 de março, período em que o toque de recolher segue valendo, de segunda a quinta, à partir das 20h, tem redução de frota e, às 22h, os ônibus param em definitivo. Já de sexta a domingo, a redução começa as 18h e a paralização se dá à partir das 21h.

Deixe um Comentário