Sérgio Reis e a boa ação com intenções claramente eleitorais

É preciso que as relações republicanas sejam sempre levadas em conta na hora de se aplicar políticas públicas. E por mais que elas sejam positivas, não é de bom tom deixar que interesses meramente eleitorais se sobreponham ao que é mais importante para o conjunto da população. E, assim, vamos a um exemplo absolutamente claro: o ex-deputado federal Sérgio Reis, presidente estadual do MDB, anunciou, com pompa e galhardia, a chegada de R$ 2,5 milhões para famílias assentadas. Os recursos, oriundos do Incra, serão distribuídos da seguinte forma: 52 famílias irão receber, cada, R$ 5,2 mil, posteriormente serão mais R$ 5 mil do Fomento Mulher e depois chegarão mais R$ 6,4 mil de benefício. Que maravilha, né? É! Mas tem um detalhezinho que coloca por terra as intenções republicanas. É que os valores serão distribuídos para famílias assentadas no município de… Lagarto, base eleitoral de Sérgio e de seu irmão, também do MDB, o deputado federal Fábio Reis. Olha só, nada contra, claro. Mas fica na cara que o interesse é eleitoral, ora pois! O Incra é comandado em Sergipe por Victor Sande, indicado para o cargo por… Fábio Reis! Ou seja: nada contra os benefícios irem para as famílias assentadas. Mas porque essa leva só contempla famílias assentadas no município? Não seria mais interessante espalhar esse montante, além de Lagarto, para outros municípios também? Porque, como se sabe, Fábio, o irmão de Sérgio, foi candidato a prefeito da cidade no ano passado. E aí é que a boa ação se perde em meio aos interesses eleitorais e nada republicanos, né isso?

1 Comentário

Deixe um Comentário