Vereador Anderson de Tuca manda bem demais ao lutar pela Lei Lorrany

Num mundo ideal, perfeito, utópico, o ideal mesmo seria que não fossem necessárias tragédias para sensibilizar a sociedade em relação a determinadas causas. Por exemplo: bom mesmo seria se não tivesse sido a dor e o sofrimento da cearense Maria da Penha os estopins para que se endurecessem as leis e as punições nos casos de violência doméstica. Mas nós temos ainda, enquanto coletividade, que conviver com situações extremas, infelizmente. E se a revolta e indignação têm algo a nos ensinar, que pelo menos seja no sentido do aperfeiçoamento das leis, né isso? Por essa razão que é que AndersonsBlog registra como uma atitude muito louvável a do vereador por Aracaju, Anderson de Tuca (PDT), que, na quarta, 27, destacou o protocolamento da chamada Lei Lorrany – a menina que foi abusada sexualmente e morta na semana passada no bairro Santa Maria. No caso, o projeto propõe a não nomeação, pelo município, de pessoas com antecedência no crime de pedofilia, além da criação de um Cadastro Municipal de Pedófilos em Aracaju. É como já dito: que bom seria se não fossem necessárias tragédias para a sensibilização e a mobilização de todos. Mas como isso não é algo provável num horizonte próximo, que a crueldade e a violência, que não podem passar impunes sob nenhuma hipótese, sirvam para que aperfeiçoemos nossas leis, pelo menos! É isso!

Deixe um Comentário