Aniversário do Conivales e a celebração de um sucesso administrativo

Não se trata de impor soluções administrativas para nenhum município sergipano. Mas o quarto aniversário do Consórcio Intermunicipal do Vale do São Francisco (Conivales), comemorado esta semana, impõe uma verdade absoluta, sustentada por números incontestáveis: o Conivales é, sim, um sucesso de público e de crítica. Senão, vejamos: a entidade começou com 12 municípios e, hoje, atende 43 consorciados, alcançando 57% dos municípios de Sergipe em que vivem mais de 660 mil pessoas.  Fundamentado num Sistema de Compras Compartilhadas de medicamentos e insumos hospitalares e num sistema próprio de regulação, o consórcio, nesses quatro anos, entregou mais de 61 milhões de unidades de medicamentos às farmácias básicas e quase 1 milhão de itens de insumos hospitalares. Quanto ao sistema de regulação, em pouco mais de 18 meses de funcionamento, prestou quase 100 mil atendimentos, entre exames e consultas especializadas. Tem como não celebrar resultados tão positivos? Mas tem mais um ponto em que o Conivales chama a atenção, positivamente, de AndersonsBlog. É que o consórcio leva a sério uma premissa da administração pública que, de maneira geral, quase nenhum administrador público respeita e/ou pratica: a impessoalidade. O presidente do Conivales é o prefeito de Amparo do São Francisco, Franklin Freire (PSC). Mas, sinceramente, leitor e leitora, alguém já viu/ouviu/leu e afins o próprio se gabando desses números e resultados tão vistosos? Também sinceramente, este AndersonsBlog não presenciou nenhuma promoção pessoal da parte de Franklin, embora o sucesso do Conivales seja tentador para esse tipo de atitude. Pra completar as boas notícias relacionadas ao consórcio, sua assessoria de imprensa informa que, neste momento, são pleiteados “recursos para aumentar o número de realizações de exames de imagem com a implantação de um Centro de Diagnóstico por Imagem, que deve atender toda a população dos municípios consorciados”. Caso obtenha sucesso na empreitada, a instituição prevê a realização de mais de 140 mil exames anualmente, entre tomografia, ressonância, raio-x e outros. Assim, sem delongas e nem rodeios, o Conivales merece todas as felicitações e reconhecimentos possíveis, pois se trata de uma experiência exitosa na gestão dos recursos públicos destinados à saúde da população sergipana. Simples assim!

 

 

Deixe um Comentário