Aracaju 167 anos: novas obras preparam a cidade para novos desafios

No mês do aniversário de Aracaju, que completará 167 anos na próxima quinta-feira, 17 de março, a gestão municipal dará início e entregará à população diversas obras em toda a cidade, contemplando infraestrutura básica, transporte público, saúde e esporte e lazer, numa soma de investimentos de mais de R$30 milhões.

Secretário municipal da Infraestrutura e presidente da Empresa Municipal de Obras e Urbanização (Emurb), Sérgio Ferrari salienta que o mês de março sempre é marcado por grande celebrações em torno do aniversário da cidade e que a Prefeitura de Aracaju está focada “em não só destacar a data, mas, sobretudo, entregar à população obras que, de fato, farão sentido e efeito na rotina da capital”.

“E, mais ainda, que serão, de alguma forma, transformadoras do ponto de vista de levar mais dignidade a comunidades carentes. Assim, o conjunto de obras que serão entregues ou iniciadas faz parte de uma integração entre as pastas da gestão municipal”, frisa o secretário.

Na sexta-feira (11), a gestão municipal iniciou esse cronograma com a entrega das obras de infraestrutura do bairro Japãozinho e prepara para os próximos dias a inauguração das obras dos loteamento Paraíso do Sul e Rosa do Sol.

Na área do transporte público, os usuários e trabalhadores do sistema serão beneficiados, este mês, com as inaugurações da reforma do Terminal DIA e da construção do novo Terminal do Mercado. Na área da saúde, o Município entregará a estrutura física da primeira maternidade municipal, construída no bairro 17 de Março, e a reforma do Caps Primavera. Na área de esporte e lazer, a gestão municipal entregará a reurbanização da área esportiva contígua à praça Valteno Menezes, localizada no bairro Santos Dumont.

“As ações da Prefeitura em cada um dos bairros é pensada de forma estratégica, não a obra pela obra. A obra tem que ter a visão da interconexão com as outras secretarias, questionando para que ela é feita, para onde ela é feita e para quem ela é feita e, sobretudo, qual a sua finalidade. Assim, não existe um trabalho feito apenas por uma secretaria, é a integração das pastas, e as obras que serão entregues neste mês chamam a atenção para essa junção de esforços em prol da população”, considera Ferrari.

Infraestrutura

No bairro Japãozinho, a Prefeitura de Aracaju implantou rede de drenagem de águas pluviais, esgotamento sanitário e pavimentação asfáltica, além de bacias de retenção de águas pluviais, canal em gabião, acessibilidade, iluminação pública em LED e sinalizações vertical e horizontal. Para isso, o Município investiu cerca de R$17,5 milhões, em recursos provenientes de convênio com o Governo Federal.

No loteamento Paraíso do Sul, no bairro Santa Maria, zona Sul, o projeto estruturante contempla 11 ruas da comunidade com rede de drenagem pluvial, esgotamento sanitário, terraplanagem do terreno e pavimentação em paralelepípedo, e acessibilidade com a construção de calçadas e passeios públicos. Orçada em cerca de R$6 milhões, a obra é resultado de um convênio do Município com o Governo Federal, e conta ainda com recursos de emenda impositiva destinada à capital pela bancada federal de Sergipe. Esse investimento vai possibilitar a implantação de 2,4 km de rede de água e 2,5 km de rede de esgoto.

Na zona Norte, a obra no loteamento Rosa do Sol faz parte de um conjunto de intervenções na área. Na localidade, foi implantada toda a pavimentação em paralelepípedo e asfalto, galerias de rede de drenagem que vão permitir o escoamento correto das águas pluviais, um dos maiores problemas que os moradores enfrentavam em seu cotidiano, além de uma rede de esgotamento sanitário, essencial para garantir a saúde da população local. Ao todo, foram investidos R$8,5 milhões para execução total do projeto.

Terminais de integração

A programação do mês conta, ainda, com a conclusão e entrega das obras do Terminal Dia e do novo Terminal do Mercado, ambas integrantes do Projeto de Mobilidade Urbana de Aracaju.

Fruto de um investimento de R$2,5 milhões, a reforma do Terminal Dia contempla readequações estruturantes e arquitetônicas. A obra restaurou a parte estrutural, reforçou e ampliou os equipamentos elétricos e hidráulicos, interligou e complementou as redes subterrâneas que cortam o terminal e ambientou com regras sanitárias e de segurança do trabalho os pontos comerciais e de prestação de serviços que lá existem.

Já o Terminal do Mercado, contou com R$11 milhões para execução da obra iniciada do zero. A construção do novo espaço engloba a construção de cinco plataformas de embarque e desembarque, guichês e catracas de acesso e saída, banheiros com acessibilidade, bicicletário e estacionamento.

Praticamente pronto, o espaço já conta com iluminação em LED para aprimorar a segurança e comodidade dos passageiros, sobretudo no período noturno, e plataforma em concreto de alta resistência com mil metros quadrados, capaz de suportar o fluxo intenso de pessoas e resistir à ação do tempo. Ao final da obra, serão implantados os dispositivos para cumprimento das normas de acessibilidade e o aspecto paisagístico do local.

Saúde

Com quatro pavimentos, a nova maternidade de Aracaju ocupa uma área de 76.589,92 m². O prédio possui capacidade para cerca de 500 partos por mês, e conta com dez leitos de UTIs neonatal; dez leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Convencional (UCINCo); cinco leitos de Unidade de Cuidado Intermediário Neonatal Canguru (UCINCa); oito alojamentos pré parto, parto e pós-parto (PPP); três leitos com banheiras para parto humanizado; 50 alojamentos conjuntos para mãe e criança; duas salas cirúrgicas; três leitos de cuidados intermediários; dois leitos de estabilização; nove leitos de aplicação de medicação e observação.

A reforma da sede própria do Caps AD Primavera para implantação do Caps AD III (Atalaia) conta com um investimento superior a R$637 mil. Após o término das obras, a unidade terá três consultórios, sala de atendimento, sala de acolhimento adulto, sala de acolhimento noturno para adolescentes, vestiários, refeitório, sala de observação, farmácia e posto de enfermagem.

Área esportiva

O trabalho de reurbanização da área esportiva contígua à praça Valteno Menezes, localizada no bairro Santos Dumont, consiste na implantação de novo meio-fio, calçadas, alambrados e bancos em concreto, além da reestruturação do campo de futebol com gramado, sistema de drenagem, paisagismo e iluminação. A obra, orçada em mais de R$600 mil, contempla também a implantação de paisagismo, acessibilidade e iluminação.

 

Deixe um Comentário