Edson Vieira se foi, mas o CRECI-SE eternizou seu legado de maneira magistral

Essa semana começou bem mais triste. O falecimento do corretor de imóveis Edson Vieira, titular do CRECI 005, portanto um dos primeiros a atuar profissionalmente na área, desde 1972, leva consigo uma infinidade de histórias desde a gênesis do Conselho Regional de Corretores de Imóveis sergipano. Edson, vitimado pela Covid-19, foi amado pelos seus pares do segmento. E não tinha um só dia de sua vida em que ele não louvasse a profissão a que se dedicou ao longo de quase 40 anos, através da qual constituiu família e deixou herdeiros, de forma literal, uma vez que seu filho, Lincolin Amazonas, também é corretor. E falando em família, a nota fica ainda mais triste pelo fato do jornalista Fladson Rambinho, outro filho de Edson, ter padecido do mesmo mal que seu pai e nos deixado também. Nesse caso, AndersonsBlog amplia sua manifestação de pesar, uma vez que conhecia e era fã de Rambinho. Tristes perdas! E para conhecer um pouco mais da história de Edson Vieira, história essa umbilicalmente ligada ao CRECI-SE, o conselho publicou, em seu Instagram, a última entrevista dele e que você pode conferir aqui. Em nota de pesar, o presidente do CRECI-SE, Sérgio Sobral, resume bem o que todos estamos sentindo: “nesse momento de tristeza oramos para que Deus lhes conceda o merecido descanso e possa confortar o coração dos seus familiares e amigos”. Sem mais!

Deixe um Comentário