Em meio ao marasmo político pré-carnaval, uma notícia chama a atenção: a advogada Valdilene Martins se filiou ao Cidadania

Essa velha historinha de que o Brasil só começa a funcionar depois do carnaval é balela. Mas que muitas atividades realmente só engatam marcha depois da folia momesca, isso é verdade! Porém, aqui e ali, na política, algumas coisas acontecem e merecem registro. Foi o caso da filiação da advogada de família e criminalista, ativista social na assistência jurídica de mulheres em situação de violência doméstica e familiar, Dra. Valdilene Martins. Ela formalizou sua filiação ao Cidadania na última quinta, 24 de fevereiro. E para se ter uma ideia do peso e importância que seu nome possui, a filiação contou com a presença do senador Alessandro Vieira, da deputada Kitty Lima, e de filiados da sigla. AndersonsBlog a conhece desde os tempos em que esteve no antigo Cinform e pode garantir: trata-se realmente de uma aquisição de porte. Se Valdilene será ou não candidata, a que cargo seja e seu ganha ou não uma eleição, não é isso o que mais importa nesse momento. O fato é que Valdilene Martins é um daqueles quadros que enriquecem, pela sua capacidade, pela militância e pelo seu comprometimento qualquer que seja o partido. O Cidadania, nesse caso, saiu ganhando e muito! Detalhe: a filiação de Valdilene aconteceu no dia 24 não por acaso, pois a data celebrou os 90 anos do direito ao voto das mulheres. Em tempos tão brutos como os que vivemos, imaginar que as mulheres, tão essenciais ao tecido social, não tinham direito ao voto há tão pouco tempo atrás é um tremendo absurdo. Mas saber que essas mesmas mulheres seguem sendo injustiçadas seja pela violência doméstica, seja pela não igualdade salarial, dentre outras questões, é mais absurdo ainda. Por isso tudo que Valdilene Martins, no Cidadania, tem muito a contribuir nas mudanças que a sociedade tanto necessita, seja como candidata, seja como militante. E é bem por aí!

Deixe um Comentário