Série Renovação na Alese: Simone de D. Raimunda, prefeita de Riachão

Encerrando a primeira temporada da série que analisa uma potencial renovação nas vagas a serem ocupadas na Alese a partir de 2023, quando prefeitos reeleitos foram avaliados a partir de seus desempenhos eleitorais em 2020, suas respectivas lideranças e a relevância eleitoral e histórica dos municípios que administram, AndersonsBlog destaca a prefeita reeleita de Riachão do Dantas, Simone de D. Raimunda (PSD). Mas antes, por justiça e reconhecimento histórico, é preciso lembrar que o município de Riachão já teve um representante genuinamente local, o ex-deputado Roberto Góes, que também geriu o município por duas vezes, entre os anos 1970 e 1980, além de Horácio Góes, pai de Roberto, e Zezé Almeida, que também foram prefeitos e tiveram mandato de deputado estadual, observações essas por conta do amigo do blog, Cesar Dias. Do início dos anos 1990, quando Roberto se elegeu para o parlamento estadual, para cá, Riachão do Dantas “sumiu” da política estadual. E aqui é que Simone surge e pode fazer a diferença em 2022. Eleita prefeita em 1º de setembro de 2019, após cassação da gestora que estava titular e contra a qual a mesma Simone concorreu em 2016, seu mandato tampão se mostrou eficiente a ponto de, em 2020, ela se reeleger sem nenhuma margem a contestações. Dentre os 14235 votos válidos no ano passado, Simone obteve 74,58%, o que representou 9748 em termos de votos nominais para ela. Seu vice, Galego da Samba, também do PSD, não é nenhum neófito nas lidas políticas, o que facilitaria a vida da prefeita reeleita no caso dela decidir disputar nova eleição no ano que vem. Ou seja: Simone de D. Raimunda, seja pelo seu desempenho eleitoral, seja pela história política riachãoense, pode, sim, encarar as urnas em 2022.

Deixe um Comentário