Airton Martins e a máxima de que “contra números, não há argumentos”

A imagem acima foi extraída de um vídeo muito simpático e bem feito que está disponível nas redes sociais do ex-prefeito da Barra dos Coqueiros, Airton Martins (MDB). Nela, imagem, Airton aparece abraçando uma moradora da cidade. E nele, vídeo, são destacados os avanços do município, nas suas gestões, na questão da moradia. E isso feito com base em número: com 554 residências contruidas e entregues no Marcelo Déda e mais 152 no Pontal da Barra, sempre em parcerias com o Governo Federal, Airton resolveu o problema da casa própria de 706 famílias. Mas não foi só isso: nas suas administrações, existiram meses em que a prefeitura bancava, com recursos próprios, cerca de 300 aluguéis sociais. Resumindo: nas gestões dw Airton Martins, cerca de 1000 famílias passaram a morar com dignidade e qualidade de vida. O impacto de uma política de habitacional desse porte pode ser conferido nas reeleições de Airton e pelo fato dele ter feito o sucessor no ano passado. Mas sigamos com os números. Pelo IBGE, a população estimada da Barra é de cerca de 30 mil habitantes. Também pelo IBGE, a média de pessoas por família, no Nordeste, vai de 3 a 4 pessoas. Assim, com os números de suas administrações, e possível dizer que Airton mudou, para melhor em termos de moradia, a vida de mais de 10% dos moradores, de forma direta e inapelável. De 3 a 4 mil pessoas foram diretamente beneficiadas. Só a título de comparação: Aracaju, com seus cerca de 600 mil habitantes, caso tivesse passado pelas mãos de Airton como prefeito e ele aplicasse, na capital, a mesma política habitacional que aplicou na Barra, também seria correto imaginar que a vida de 60 a 75 mil pessoas seriam impactadas, seja com aluguel social ou a possível construção de cerca de 15 mil moradias! Lógico que a comparação é apenas para adensar ainda mais os números incríveis que, habitacionalmente, Airton alcançou na Barra. Mas, independente disso, são ou não são números impressionantes?

Deixe um Comentário